terça-feira, novembro 29

Mudam-se os tempos...

Quando era miúda (ou seja, quando tinha 15 anos) lembro-me de ver colegas e amigos meus reunidos nas mesas do bar a jogarem às cartas. Eles passavam horas naquilo. Não faziam mais nada no intervalo e chegavam mesmo a faltar às aulas. Lembro-me que eram eles numa ponta do polivalente de roda das cartas e nós na outra ponta "a viciar" nos matrecos - engraçado como a palavra "matrecos" ganhou todo um novo significado nos últimos dias.

Eu não percebia aquele fascínio pelas cartas. Eles - todos rapazes - vangloriavam-se com as vitórias, desesperavam com as derrotas e viviam cada jogo com uma intensidade surreal. Ainda tentei perceber como é que se jogava mas o meu interesse durou segundos. 
Lembro-me de um episódio em que um amigo meu esvaziou bolsos atrás de bolsos...todos cheios de cartas! Só para depois abrir a mochila...e encontrar mais cartas...cuidadosamente guardadas em bolsas de plástico.

Não, não eram cartas banais. Eram cartas Magic. Existia mesmo o "Clube Magic" na nossa escola...frequentado por rapazes com uma certa dose de geek"ice".

Não percebia. Eu e os meus 15 anos não conseguíamos encontrar o interesse daquele jogo que, confesso, me parecia extremamente complicado.
Hoje...tenho esta carta (daquelas cartas que esbugalha os olhos de quem joga Magic):


Sou uma planeswalker assumida e sim...tenho mais que um baralho. Só não jogo mais porque nem sempre tenho tempo, mas sempre que posso pego nas minhas cartas Magic. Não, o jogo não é assim tão complicado. Sim, é espectacular. Sim, vicia. Sim, agora percebo a pancada dos meus amigos.

O facto de ter 21 anos é completamente irrelevante...e quem acha o contrário é preconceituoso e pode sair do meu blogue...tipo...já. Vá.

2 comentários:

  1. Adoro Magic :) Tenho milhares de cartas aqui em casa! Temos de combinar um joguinho... Beijinhos, Carolina *

    ResponderExcluir
  2. Não te estava a imaginar com um baralho de cartas magic na mão, mesmo ao fim de 16/17 anos continuas a conseguir surpreender-me...lol
    Lembro-me dessa fase, deles passaram horas a fio a jogar e nós nos matrecos, bons tempos...

    tens de perder um tempinho a ensinar-me a jogar para ver se entendo também esse fascinio/vicio aos meus 21 anos ou se vou ter de esperar mais uns aninhos...

    bjs grandes***

    ResponderExcluir

Follow by Email